h1

Oscar 2011 – Vencedores da 83ª Edição

fevereiro 28, 2011

Com altos e baixos, finalmente foram entregues todos os prêmios da Academia na 83ª edição do Oscar. Os jovens e lindos apresentadores James Franco e Anne Hathaway conseguiram manter a audiência cativa por serem…jovens e lindos.

Quanto à premiação, de 24 categorias acertei 13. Considerando que é meu primeiro ano (oficialmente) como palpitadora, achei que fui bem. É uma pena que as duas categorias principais não tenham sido como eu esperava – votei em Cisne Negro e Darren Aronofksy. Infelizmente, O Discurso do Rei levou, como já era esperado.

Lembrando que em vermelho estão os vencedores e em negrito, marcados com um x, os meus palpites.

A eles, portanto:

Melhor Fotografia
A Origem, Wally Pfister
Cisne Negro, Matthew Libatique
O Discurso do Rei, Danny Cohen
Bravura Indômita, Roger Deakins (x)
A Rede Social, Jeff Cronenweth

Melhor Montagem
A Rede Social, Angus Wall e Kirk Baxter (x)
Cisne Negro, Andrew Wesiblum
O Vencedor, Pamela Martin
O Discurso do Rei, Tariq-Anwar
127 Horas, Jon Harris

Melhor Direção de Arte
Alice no País das Maravilhas, Robert Stromberg e Karen O´Hara
Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I (Warner Bros.) –  Stuart Craig (Design de Produção) e Stephenie McMillan (Decoração de Set)
A Origem (Warner Bros.) – Guy Hendrix Dyas (Design de Produção), Larry Dias and Doug Mowat (Decoração de Set) (x)
O Discurso do Rei (Paramount) – Eve Stewart (Design de Produção) e Judy Farr (Decoração de Set)
Bravura Indômita (Paramount) – Jess Gonchor (Design de Produção) e Nancy Haigh (Decoração de Set)

Melhor Maquiagem
O Lobisomem, Rick Baker e Dave Elsey (x)
A Minha Versão do Amor, Adrien Morot
The Way Back, Edouard F. Henriques, Gregory Funk e Yolanda Toussieng

Melhor Figurino
Alice no País das Maravilhas, Colleen Atwood (x)
I Am Love, Antonella Cannarozzi
O Discurso do Rei, Jenny Beavan
A Tempestade, Sandy Powell
Bravura Indômita, Mary Zophres

Efeitos Visuais
A Origem, Paul Franklin, Chris Corbould, Andrew Lockley e Peter Bebb (x)
Alice no País das Maravilhas, Ken Ralston, David Schaub, Carey Villegas e Sean Phillips
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte I, Tim Burke, John Richardson, Christian Manz e Nicolas Aithadi
Homem de Ferro II, Janek Sirrs, Ben Snow, Ged Wright e Daniel Sudick
Além da Vida, Michael Owens, Bryan Grill, Stephan Trojanski e Joe Farrell

Melhor Edição de Som
A Origem, Richard King (x)
Toy Story 3, Tom Myers e Michael Silvers
Tron – O Legado, Gwendolyn Yates Whittle e Addison Teague
Bravura Indômita, Skip Lievsay e Craig Berkey
Incontrolável, Mark P. Stoeckinger

Melhor Mixagem de Som
A Origem, Lora Hirschberg, Gary A. Rizzo e Ed Novick (x)
O Discurso do Rei, Paul Hamblin, Martin Jensen e John MidgleySalt, Jeffrey J. Haboush, Greg P. Russell, Scott Millan e William Sarokin
A Rede Social, Ren Klyce, David Parker, Michael Semanick e Mark Weingarten
Bravura Indômita, Skip Lievsay, Craig Berkey, Greg Orloff e Peter F. Kurland

Melhor Trilha Sonora
A Rede Social, Trent Reznor e Atticus Ross (x)
Como Treinar o Seu Dragão, John Powell
A Origem, Hans Zimmer
O Discurso do Rei,  Alexandre Desplat
127 Horas, A.R. Rahman

Melhor Canção
We Belong Together, Toy Story 3 (x)
Coming Home, Country Strong
I See The Light, Enrolados
If I Rise, 127 Horas

Melhor Documentário
Trabalho Interno, Representational Pictures
Exit Through The Gift Shop, Paranoid Pictures
Gasland, Gasland Productions
Restrepo, Outpost Films
Lixo Extraordinário, Almega Projects Production

Melhor Documentário de Curta-metragem
Strangers no more
Killing in the name
Poster girl
Sun come up
The warriors of Qiugang

Melhor Curta Animado
The Lost Thing
Day & Night (x)
the Gruffalo
Let’s Pollut
Madagascar

Melhor Curta
God Of Love
The Confession
The Crush
Na Wewe
Wish 143

Melhor Roteiro Adaptado
Aaron Sorkin, A Rede Social (x)
Marguerite Roberts, Bravura Indômita
Danny Boyle e Simon Beaufoy, 127 Horas
Debra Granik e Anne Rosellini, Inverno da Alma
Michael Arndt, Toy Story 3

Melhor Roteiro Original
David Seidler, O Discurso do Rei
Christopher Nolan, A Origem (x)
Mike Leigh, Another Year
Scott Silver, Paul Tamasy e Eric Johnson, O Vencedor
Lisa Cholodenko e Stuart Blumberg, Minhas Mães e Meu Pai

Melhor Filme Estrangeiro
Em Um Mundo Melhor (Dinamarca)
Biutiful (México) (x)
Dogtooth (Grécia)
Incêndios (Canadá)
Fora da Lei (Algéria)

Melhor Animação
Toy Story 3 (x)
Como Treinar Seu Dragão, de Chris Sanders e Dean DeBlois
O Mágico, de Sylvain Chomet

Melhor Atriz Coadjuvante
Melissa Leo, O Vencedor (x)
Amy Adams, em O Vencedor
Helena Bonham Carter, em O Discurso do Rei
Hailee Steinfeld, em Bravura Indômita
Jacki Weaver, em Reino Animal

Melhor Ator Coadjuvante
Christian Bale, O Vencedor (x)
John Hawkes, em Inverno da Alma
Jeremy Renner, em Atração Perigosa
Mark Ruffalo, em Minhas Mães e Meu Pai
Geoffrey Rush, em O Discurso do Rei

Melhor Atriz
Natalie Portman, Cisne Negro (x)
Annette Bening, em Minhas Mães e Meu Pai
Nicole Kidman, em  Reencontrando a Felicidade
Jennifer Lawrence, em Inverno da Alma
Michelle Williams, em Blue Valentine

Melhor Ator
Colin Firth, O Discurso do Rei (x)
Javier Bardem, em Biutiful
Jeff Bridges, em Bravura Indômita
Jesse Eisenberg, em A Rede Social
James Franco, em 127 Horas

Melhor Diretor
Tom Hooper, O Discurso do Rei
Darren Aronofsky, Cisne Negro (x)
David Fincher, A Rede Social
David O. Russell, O Vencedor
Joel & Ethan Cohen, Bravura Indômita
Melhor Filme
O Discurso do Rei
Cisne Negro (x)
O Vencedor
A Origem
Minhas Mães e Meu Pai
127 Horas
A Rede Social
Toy Story 3
Bravura Indômita
Inverno da Alma

 

Anúncios

2 comentários

  1. Olha… a fotografia de Origem é boa. Muito boa. Mas se tem uma coisa que marca no True Grit são as cenas noturnas… eu não consigo achar um adjetivo que diga o que eu quero dizer. Não é só lindo, não é só maravilhoso… é… bom, você sabe.

    Quanto ao filme, o Cucio colocou um comentário no Facebook que eu concordo. Pode ser que você queria me matar, mas era o seguinte:
    “Procurando bem
    Todo mundo tem pereba
    Marca de bexiga ou vacina
    E tem piriri
    Tem lombriga, tem ameba
    Só a bailarina que não tem – é bem mais profundo que Cisne Negro”.

    E eu concordo. Agora que meu olho não está mais tão vermelho e já passou um tempo posso comentar. Acho que o filme foi um pouco mais do mesmo sabe? Não aprofundou, não surpreendeu. MAS tem belas atuações, enquadramentos especiais (que dão a sensação de vôo real do cisne) e boa edição.

    Atores e atrizes para mim foi merecido. E Discurso do Rei, eu achei foda. O único problema para mim é essa tentativa de esconder o lado que a Inglaterra apoiou Hitler e tentou negociar antes da guerra. Tem um texto bom sobre isso. Depois posto aqui. Mas como filme, e para o que se propõe, amei.


    • Aninha, realmente…eu me irritei com esse comentário dele porque discordei 200%. É mais do mesmo? Pode até ser. Mas que filme que não é?? A diferença é que eles conseguiram contar a história de um jeito bonito, intrigante, com fotografia angustiante e tudo mais.

      Sobre a fotografia…eu tinha votado em True Grit, porque acho que o Roger Deakin merece demais! Mas fiquei feliz com o fato de Origem ter vencido, porque é inovador. O que o Deakin faz é só…fudido. HAHAHAHA



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: