h1

O Grande Gatsby

junho 27, 2013

The-Great-Gatsby-Movie-Poster-2013O mistério de Jay

Novo filme de Baz Luhrmann tem todos os elementos típicos do diretor, de grande elenco à temas modernos e fantasiosos

NOTA: 7,5

Eu não li o clássico homônimo escrito por F. Scott Fitzgerald. Talvez este seja um dos maiores empecilhos para falar do novo filme de Baz Luhrmann, O Grande Gatsby. Caracterizado por fazer longas grandiosos, com temas musicais modernos mesclados a temas antigos e planos repletos de travelling, o diretor foi responsável pelo esplêndido Moulin Rouge e uma belíssima adaptação do romance shakespeariano Romeu e Julieta.

Retomando os filmes de época, ele agora retrata a sociedade norte-americana da década de 20 – tal como nos conta Fitzgerald em seu livro. Para contar sua história, ele busca no personagem de Nick Carraway a ponte entre o passado e o presente – onde, em um consultório psiquiátrico, ele tenta recontar parte de sua vida ao lado do encantador Jay Gatsby através de um livro.

Apesar de não ser fã de Tobey Maguire (ele estragou o Homem-Aranha e vice-versa), confesso que há carisma em sua performance, e certo tom de ingenuidade que colaboram para a evolução da história, uma vez que Nick aparece sempre como espectador e quase nunca se intromete nas relações das pessoas que o cercam. Assim, por intermédio dele, conhecemos o misterioso Jay Gatsby, interpretado de maneira propositadamente caricata por Leonardo DiCaprio – que insiste em dizer seu costumeiro bordão “old sport” de nove entre cada dez palavras.

Por uma eventualidade, inicialmente, geográfica – Carraway compra uma pequena casa de campo ao lado do palacete de Gatsby –, ambos se conhecem. O narrador recebe um convite pessoal (e único) para as festas megalomaníacas que o magnata realizava em sua mansão, sem entender bem o motivo da exclusividade. Logo, descobrimos que o motivo da aproximação dos dois homens era Daisy, prima de Nick, com quem Jay teve um pequeno affair no passado – e era apaixonado por ela desde então. Interpretada com delicadeza e doçura por Carey Mulligan – adereçada com joias e roupas invejáveis – a personagem ganha profundidade conforme a história avança. Bem como a personalidade misteriosa de Jay que vai sendo desvendada pouco a pouco: como ele conseguiu tudo o que tem e quais foram suas motivações.

Quem assistiu a qualquer filme do cineasta não irá se impressionar com o clima épico e festivo da película, ou tampouco com a fotografia brilhante e colorida, e a trilha sonora de rap e hip-hop para ilustrar as danças da época. Os travellings, como mencionei acima, são constantes e, aliados aos belos letreiros estilizados que aparecem – para contar a história e fazendo óbvias alusões à obra original – de maneira muito orgânica vez ou outra, finalmente o 3D parece ter mostrado a que veio. Isso é claramente mérito de Luhrmann, que mostrou aos seus antecessores incompetentes, com raras exceções, como é que se faz.

Embora eu não tenha lido o livro, sei de uma coisa: a sensação que fiquei ao final do filme não é a mesma que esperava, já que algumas pessoas já haviam me advertido. Ao final, esperava sentir uma terrível compaixão por um personagem, e uma raiva imensa por outro. Mas, na minha cabeça, de alguma maneira, as coisas se inverteram. Tive a impressão, do ponto de vista leigo literário, que aquele fim não era o mesmo. Embora essas mesmas pessoas que leram o livro tenham adorado o filme, não consegui sentir o mesmo êxtase de quando assisti o melado (e maravilhoso, não nego) musical de Luhrmann pela primeira vez. Talvez seja necessária uma segunda visita – agora, com o livro na cabeça.

Titulo Original: The Great Gatsby
Direção: Baz Luhrmann
Gênero: Drama
Ano de Lançamento (EUA): 2013
Roteiro: Baz Luhrmann e Craig Pearce
Trilha sonora: Craig Armstrong
Fotografia: Simon Duggan
Tempo de Duração: 142 minutos
Com: Leonardo DiCaprio (Jay Gatsby), Carey Mulligan (Daisy), Tobey Maguire (Nick Carraway), Joel Edgerton (Tom Buchanan), Isla Fisher (Myrtle Wilson).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: